1.º de Dezembro de 2020 – HIV e AIDS , Um Resumo Da História

Inicial / Há Vida / 1.º de Dezembro de 2020 – HIV e AIDS , Um Resumo Da História
Image default
Há Vida
Responsabilidade social é algo que pega bem para qualquer empreendimento Uma empresa com responsabilidade social fica "bonita na foto"!

1.º de Dezembro, 1.º de Dezembro de 2020 – HIV e AIDS , Um Resumo Da História1.º de Dezembro de 2020 é mais um ano de vitórias contra o HIV. Não, a cura não apareeceu e, com a presença do COVID-19, os esforços na direção de uma vacina mudaram, naturalmente, de foco, volume e empenho.

Entretanto, cá estamos, na luta contidiana, e dee 1.º de Dezembro a 1.º de Dezembro, simplesmente vivendo. Simplesmente vivos e felizes, assim:

HIV e AIDS A História da Pandemia Que Encerrou a revolução Sexual

O Longo e pedregoso Caminho Percorrido em uma crise global de saúde.  

Marcos de uma crise global de saúde

A Pandemia HIV/AIDS foi sem margem para dúvidas a maior crise de saúde global da história moderna. Enquanto outros foram generalizados e mortais (entre eles, pandemias de tuberculose, pandemia de COVID-19e malária e outras epidemias), o número de mortes causadas pela AIDS não tem precedentes. E desculpas não me interessam, eu demando por respeito.

Homem da Natura Colônia

No período de poucos anos, as mortes relacionadas à AIDS aumentaram de algumas centenas de gays nos Estados Unidos para centenas de milhares e, depois, milhões de pessoas em todo o planeta. O fato de os especialistas nunca terem visto uma doença como essa e não conseguirem identificar rapidamente uma maneira de evitá-la criou um sentimento de pânico entre o público e os legisladores.

Graças à crescente compreensão científica da AIDS e de sua causa, o vírus da imunodeficiência humana (HIV), o diagnóstico de qualquer um dos dois evoluiu de uma sentença de morte para uma condição crônica e administrável.

“Doença Fácil”

1.º de Dezembro, 1.º de Dezembro de 2020 – HIV e AIDS , Um Resumo Da História
Doença fácil… Tal coisa não existe!

Nem mesmo remotamente similar a um diabetes que, de simples, só tem a ideia mal informada de alguns

 Quantas pessoas morreram de HIV / AIDS? – Em tradução

Uma história do HIV / AIDS, Um timeline ano após ano

O que foi descoberto sobre o HIV/AIDS neste período relativamente curto de tempo é notável – e salvou vidas.

1981 *

No final deste ano eu caminhava, resoluto, rumo ao suicídio, não aguentava mais, quase cinco anos vivendo nas ruas, a maioridade poderia trazer maiores complicações, eu não aguentava mais. Eu fiz um breve passeio, minha “última ronda” e foi aí que Fátima apareceu. Apareceu, sim, e salvou-me,indubitávelmente. Se sou importante em sua vida, o que duvido muito, de alguma forma você “me deve” à Fátima. 

Em maio, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos relataram que cinco gays em Los Angeles desenvolveram uma infecção pulmonar rara chamada pneumonia por pneumocystis carinii (PCP), bem como uma série de outras doenças consistentes com um sistema imunológico em colapso. Na época da publicação do relatório, dois dos homens haviam morrido e os outros três morreram logo em seguida.

Em dezembro, 270 casos semelhantes foram relatados no que os pesquisadores estavam chamando de imunodeficiência relacionada a homossexuais (GRID). Destes, 121 morreram da doença no decorrer do ano.

1982 Foi Antes de 1.º de Dezembro deste ano que Fátima salvou-me

A doença começou a aparecer entre pessoas que não eram gays. Ao mesmo tempo, o CDC introduziu o termo síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) no léxico da saúde pública, definindo-a como uma doença “que ocorre em uma pessoa sem causa conhecida para diminuição da resistência a essa doença”.

1983

Pesquisadores do Instituto Pasteur na França, incluindo Françoise Barré Sinoussi e Luc Montagnier, identificaram um novo retrovírus que sugeriram ser a causa da AIDS, chamando-o de vírus associado à linfadenopatia (LAV).

Nos EUA, a doença continuou a se espalhar para além da comunidade gay.

Marco: Confirmação da transmissão do HIV

O CDC afirmou que o contato sexual e a exposição a sangue infectado foram as duas principais vias de transmissão do vírus ainda sem nome.

1984

O pesquisador americano Robert Gallo anunciou a descoberta de um retrovírus chamado linfotrópico T humano (HTLV-III), que ele acreditava ser a causa da AIDS. O anúncio gerou polêmica sobre se LAV e HTLV-III eram o mesmo vírus e qual país possuía os direitos de patente sobre ele.1 (vejam vocês…)

Até o final do ano, as autoridades em San Francisco ordenou o fechamento da sauna gay, considerando-as um perigo para a saúde pública em face da crescente onda de doenças e morte entre os homens gays locais. 

1.º de Dezembro, 1.º de Dezembro de 2020 – HIV e AIDS , Um Resumo Da História

Uma observação minha. As consequências psicossociais desta medida, e de outras similares e até piores, geraram uma perseguição sem limites. Sem traçar paralelos entre seres humanos e hominídeos, aqui em São Paulo, por exemplo, houve um massacre sobre macacos porque eles eram erroneamente considerados vetores a febre-amarela. São macacos? Sim! Mas isso justifica o assassinato a pauladas? 

 

1.º de Dezembro, 1.º de Dezembro de 2020 – HIV e AIDS , Um Resumo Da História

1985

Em janeiro, o CDC relatou que a AIDS foi causada por um vírus recém-identificado – o vírus da imunodeficiência humana (HIV). Em seguida veio a notícia de que a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA aprovou o primeiro teste de anticorpos do HIV capaz de detectar o vírus em amostras de sangue.

Enquanto isso, surgiram relatos de que Ryan White, um adolescente de Indiana, foi impedido de entrar em sua escola após ter desenvolvido HIV/AIDS em uma transfusão de sangue. Dois meses depois, o ator Rock Hudson se tornou a primeira celebridade a morrer de doenças relacionadas à AIDS.

Ele deixou  todos os seus bens em testamento para pesquisas no campo do HIV/AIDS. 

Na Minha Opinião Isso É Violência Estrutural Contra Mulheres

Ocorreu-me aqui, e como minha cabeça é uma coisa complicada eu resolvi já inserir aqui, que este engano, que levou a declarações desumanas por arte de “líderes religiosos”, que esta ideia inicial de termos na epidemia HIV/AIDS gerou muitas distorções, e que quase todas são reinantes até hoje e eu tenho, aqui no blog, um texto que trata é algo complicado para as mulheres.

Elas são sub-consideradas em pesquisas no campo HIV/AIDS. Já encontrei estudos em que as mulheres não chegam a compor 20% (vince por cento) do contigente estudado e, temo dizer que se eu procurar, terminarei por encontrar um em que não exista sequer uma mulher e mesmo pesquisadoras não parecem considerar o próprio gênero em suas pesquisas.

Colorindo a história, eu estive diante de um “atrapalhante-social”, no afã de conseguir um óculos que inquiriu-me assim:

-Como foi que você contraiu HIV? Foram drogas? porque gay, está evidente que você não é”!

-”Foi fazendo perguntas idiotas! Eu fiz esta mesma pergunta a uma pessoa e ela me atacou a dentadas! A ideia me parece atraente aqui”!

-Ele recuou, o imbecil, a própria cadeira, do outro lado da mesa. Risos. Importa esclarecer QUE O HIV NÃO PODE SER TRANSMITIDO POR DENTADAS!

Voltando à tradução, o  AIDS Memorial Quilt foi concebida pelo ativista Cleve Jones para celebrar e garantir que não se esquecesse as vidas perdidas na luta contra o HIV e a AIDS. Cada painel de 3 pés (0,91 m)  por 6 pés (1,83 m) prestava homenagem a uma ou mais pessoas que morreram da doença.2

1986

Em maio, o Comitê Internacional sobre a Taxonomia de Vírus emitiu uma declaração na qual foi acordado que o vírus que causa a AIDS/ SIDA iria ser oficialmente chamado HIV/VIH.

1987

O dramaturgo americano Larry Kramer fundou a AIDS Coalition to Unleash Power (ACT UP) na cidade de Nova York para protestar contra a inércia do governo para enfrentar a crescente crise da AIDS nos Estados Unidos.

Enquanto isso, os EUA e a França concordaram que o LAV e o HTLV-III eram, de fato, o mesmo vírus e concordaram em compartilhar os direitos de patente, canalizando, finalmente, a maior parte dos royalties para a pesquisa global da AIDS.

Marco: Desenvolvimento de um medicamento para o HIV

1.º de Dezembro, 1.º de Dezembro de 2020 – HIV e AIDS , Um Resumo Da HistóriaEm março de 1987, o FDA aprovou o AZT (zidovudina)– o primeiro medicamento anti-retroviral capaz de tratar o HIV. Logo depois, eles também concordaram em acelerar o processo de aprovação de medicamentos, reduzindo o tempo de atraso do procedimento em dois a três anos.

Eu sobrevivi ao AZT parando de tomá-lo.

-” Patrícia… Se é assim, para eu morrer, deixa eu morrer sem vomitar seis vezes por dia”…

1988

Elizabeth Glaser, esposa da estrela de Starsky & Hutch, Paul Michael Glaser, fundou a Pediatric AIDS Foundation (mais tarde rebatizada de Elizabeth Glaser Pediatric AIDS Foundation) após contrair o HIV por uma transfusão de sangue. A instituição de caridade logo se tornou a maior financiadora mundial de pesquisas e cuidados com a AIDS.

O Dia Mundial da AIDS foi comemorado pela primeira vez em 1º de dezembro. Quando eu trabalhei na criação do site da RNPVHA eu perguntei ao Paulo Giacomini com simplicidade:

-”Paulo, por que comemorar este dia? Eu não vejo nada a se comemorar”…

-”Cláudio. Não é comemorar. É lembrar-se dos que se foram, é se lembrar de nós, que estamos aqui, é manter a chama acesa e a luta ativa”.

Eu e Paulo Giacomini temos diferenças nascidas da acidez de nossos temperamentos. Isso, e muito mais, eu aprendi contigo e sim, muito obrigado. 

1989

Em agosto, o CDC relatou que o número de casos de AIDS nos Estados Unidos havia chegado a 100.000.

1990

Este foi o penúltimo ano em que trabalhei no Vagão plaza e me lembro de uma conversa que tive com o Chicão, um garçom do VP que, além do Edson, o maior barman que conheci, era meu grande amigo. 

Lá tínhamos também o Chico e o Chiquinho e em uma certa tarde o Chico veio desabafar comigo:

-”A mulher (D. Andréa, a dona da casa, extremamente colérica) ligou para cá agora, eu atendi e ela perguntou:

-”O Chicão está ai?

-”Não”!

-”O Chiquinho está ai”?

-”P**r*, quem está falando, c***lh*?

-”O Chico”.

Eu presumo que ela começou a conversa irritada e a terminou furiosa:

-”C****ho! Vai T**** no **! e desligou o telefone.

Desolado

Chico me contou isso desolado e eu ri por uns vinte minutos. Eu era outra pessoa. Voltando à conversa com o Chicão, o contexto era mais ou menos este:

Falávamos sobre HIV, AIDS, paranoias e somatizações. Pandinha, leia com atenção.

-”O cara entra na lanchonete, pede um misto frio, um suco de laranja e espera. O balconista faz o trabalho mecanicamente e nem olha para as laranjas, afinal, elas estão em uma suqueira automática. Metade de uma delas está, digamos, meio passada e, no dia seguinte, após ter tomado o suco e saído com uma moça do Vagão Plaza, sem ter usado o preservativo, ele tem uma “caganeira”. Pânico instaladíssimo e o sujeito, por medo e ignorância, por medo de transmitir para a esposa que ele traiu ontem, deixa de fazer amor com ela.

 

Depois disso a conversa ficou séria e impublicável, mas girou em torno do Nastari, o Maitre principal do VP, fluente em italiano, francês, inglês, espanhol e ALEMÃO,  que perdera, final e infelizmente, sua vida e, com ela, todos os seus predicados, devido a complicações da AIDS que, naqueles dias, eram incontroláveis.

Da Loja do Blog

Óleo Desodorante Corporal Sève da Natura Pimenta e Rosas

 

A morte do adolescente Ryan White em Indiana, em abril, gerou uma onda de protestos, já que funcionários do governo foram acusados ​​de inação contínua.

MARCO: Apoio do Congresso

O Congresso dos Estados Unidos respondeu aprovando a Lei de Emergência Abrangente de Recursos contra a AIDS Ryan White (CARE) de 1990, projetada para fornecer financiamento federal para prestadores de serviços e cuidados de HIV baseados na comunidade.

1992

Finalmente cansei de viver envolvido com o lenocínio (bem ou mal era isso) e demiti-me do Vagão. Nada obstante, tempos depois eu tentei voltar, mas declarei, no passado um pouco remoto, mas vivo para ela,a também chamada Patroa a minha opinião sobre o lenocínio e isso interditou a conversa. Eu voltara a precisar de trabalhar debalde qualquer ilação moral minha. Pense um pouco sobre isso, você que me lê agora. Eu posso ter explicações para tudo isso, mas não tenho justificativas.

AIDS tornou-se a principal causa de morte para homens americanos idades levando 25 a 44.3

1993

O CDC expandiu a definição de AIDS para incluir as pessoas com contagens de CD4 em 200. Em junho, o presidente Bill Clinton assinou uma lei permitindo a proibição de todos os imigrantes com HIV.

1994

A AIDS tornou-se a principal causa de morte entre todos os americanos de 25 a 44 anos (desculpas…). O desastre se fez manifesto em minha vida.

Enquanto isso, os resultados do estudo histórico ACTG 076 foram divulgados, demonstrando que o AZT administrado pouco antes do parto poderia reduzir drasticamente o risco de transmissão do HIV de mãe para filho durante a gravidez, a transmissão vertical.4

Os resultados foram rapidamente seguidos pela publicação das primeiras diretrizes do Serviço de Saúde Pública dos Estados Unidos (USPHS), recomendando o uso do AZT em mulheres grávidas com HIV.

1995

O FDA aprovou o Invirase (mesilato de saquinavir), o primeiro medicamento da classe dos inibidores de protease introduzido no arsenal anti-retroviral.

Marco: Surgimento de um protocolo de tratamento

O uso de inibidores de protease deu início a uma era dede terapia antirretrovir de alta atividade (HAART), na qual uma combinação de três ou mais medicamentos era usada para tratar o HIV. No Brasil, isso tornou-se conhecido como “coquetel” e, naqueles dias sombrios, cheguei a tomar 50 (cinquenta) comprimidos por dia.

Nada obstante eu perdi Márcia, Waldir, Cláudia, Ana Paula, Bianca, Edson, Gabriel. Quer que eu persista na lista?

No final do ano, foi relatado que 500.000 americanos foram infectados pelo HIV.

1996 – Nasce a esperança.

Mas uma revista “científica” do Brasil coloca nas bancas uma capa bisonha dizendo:

AIDS, A 1% DA CURA.

O FDA aprovou o primeiro teste de carga viral capaz de medir o nível de HIV no sangue de uma pessoa, bem como o primeiro kit de teste doméstico de HIV e o primeiro medicamento da classe não nucleosídeo chamado Viramune (nevirapina).

No mesmo ano, o USPHS emitiu suas primeiras recomendações sobre o uso de medicamentos antirretrovirais para reduzir o risco de infecção em pessoas acidentalmente expostas ao HIV em ambientes de saúde.5

A recomendação USPHS para profilaxia pós-exposição (PEP) formou a base para o tratamento preventivo em casos de exposição sexual, estupro ou exposição acidental de sangue.

O AIDS Memorial Quilt, consistindo de mais de 40.000 painéis, foi colocado no National Mall em Washington, DC e cobriu toda a extensão do parque público nacional.

1997

Eu encontrei, na salinha, a moça que se apresentou como “Mariana” a quem, no reservado, eu disse apenas isso:

  -“Oi” – E a resposta foi simplíssima:

-”OI”!…

Foi aí, neste momento, que nasceu a história de amor mais bonita e loga de minha vida. Mariana era pseudônimo para Mara

O CDC relatou que o uso disseminado de HAART reduziu drasticamente o risco de doenças e mortes relacionadas ao HIV, com taxas de mortalidade caindo surpreendentes 47% em comparação com o ano anterior.

Marco: A África se torna um viveiro de HIV

Enquanto isso, o Programa das Nações Unidas sobre HIV / AIDS (UNAIDS) relatou que quase 30 milhões de pessoas foram infectadas com HIV em todo o mundo, com a África Austral sendo responsável por quase metade de todas as novas infecções.

1998

O CDC emitiu as primeiras diretrizes nacionais de tratamento do HIV em abril, enquanto a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu que o ADA cobria todas as pessoas que vivem com HIV.

1999

“Mariana” me sugere a construção de um site. Eu digo a ela que não sabia fazer sites e ela me responde, de sem pulo:

-” Meninos de sete anos fazem sites”…

Pense em minha expressão facial!

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que o HIV foi a principal causa de morte na África, bem como a quarta principal causa de morte em todo o mundo. A OMS estimou ainda que, ao todo, 33 milhões de pessoas foram infectadas e que 14 milhões morreram como resultado de doenças associadas ao HIV. Nenhuma desculpa me interessa!

2000 – Nasce uma Realização Pessoal

Em primeiro de agosto de 2000 entra, finalmente, on-line o site conhecido como Soropositivo Home Page. Que teve o apoio sem o qual nada seria possível, por cinco anos, da Braslink Network que garantiu a hospedagem gratuita por cinco anos.

A XIII Conferência Internacional de AIDS em Durban, África do Sul, foi envolta em polêmica quando o então presidente Thabo Mbeki (um idiota rematado que disse que trataria a infecção por HIV com beterrabas e sopas de legumes), na sessão de abertura, expressou dúvidas de que o HIV causa AIDS.

Na época da conferência, a África do Sul tinha (e continua tendo) a maior população de pessoas que vivem com HIV no mundo. Neste ano Nelson Mandela fez um discurso que, no final, levou-me às lágrimas.

2002

O Fundo Global de Combate à AIDS, Tuberculose e Malária foi fundado em Genebra, Suíça, para canalizar recursos para programas de HIV em países em desenvolvimento. Na época de sua fundação, 3,5 milhões de novas infecções foram relatadas somente na África Subsaariana.

Enquanto isso, em um esforço para acelerar o teste de HIV nos EUA, o FDA aprovou o primeiro teste  rápidode sangue HIV rápida capaz de entregar resultados em 20 minutos com uma precisão de 99,6%. Pandinha, lá no ano 2000!

2003

Presidente George HW Bush anunciou a formação do Presidente do Plano de Emergência para o Alívio da AIDS (PEPFAR), que se tornou o maior mecanismo de financiamento do HIV por um único país doador.3Ao contrário do Fundo Global, que fornecia aos países uma medida de soberania sobre como o dinheiro poderia ser usado, o PEPFAR adotou uma abordagem mais prática com maiores graus de supervisão e medidas do programa.

Marco: Os primeiros ensaios e Testes em Busca de vacinas Falharam

O primeiro vacina contra o HIV vacinas falham ensaio de, usando a vacina AIDVAX, não conseguiu reduzir as taxas de infecção entre os participantes do estudo. Foi o primeiro de muitos testes de vacinas que, no final das contas, não conseguiram alcançar níveis razoáveis ​​de proteção para as pessoas com HIV ou para aquelas que esperavam evitar a doença.

Enquanto isso, o medicamento da classe dos nucleotídeos da próxima geração, Viread (tenofovir), foi aprovado pelo FDA. A droga, que se mostrou eficaz mesmo em pessoas com profunda resistência a outros medicamentos para o HIV, foi rapidamente movida para o topo da lista de tratamentos preferenciais dos Estados Unidos e passou a fazer parte de protocolos compassivos no Brasil e no mundo. Tenho tanto a agradecer…

2006

De acordo com a OMS, mais de um milhão de pessoas estavam recebendo terapia antirretroviral, um aumento de 10 vezes desde o lançamento do Fundo Global e dos esforços do PEPFAR.

No mesmo ano, pesquisadores do National Institutes of Health (NIH) relataram que os ensaios clínicos no Quênia e em Uganda foram interrompidos depois que foi demonstrado que a circuncisão masculina poderia reduzir o risco de um homem contrair o HIV em até 53%. 

Bem, eu fui circuncidado aos quatro anos por conta de uma fimose e, para mim, contra a infecção por HIV, de nada isso me valeu!

Da mesma forma, o CDC emitiu convocatórias para o teste de HIV para todas as pessoas com idades entre 13 e 64 anos, incluindo um teste anual para indivíduos considerados de alto risco.

2007

O CDC relatou que, naquele ponto, 565.000 americanos, seres humanosd haviam morrido, precocemente, deixando amigos, familiares, amantes, filhos, filhas, FAMÍLIAS envoltos em DOR, MEDO, ANGÚSTIA E PERPLEXIDADE, em consequências da infecção por de HIV que evoluia descontroladamente até tornar-se AIDS, dar espaço para a manifestação de uma, muitas vezes a conjunção de mais de duas infecções, ou doenças portunistas, conduzindo a pessoa ao óbito. 

 DESCULPAS? Nem ao maior abandonado estas aí interessam.

E veja bem:

-”Me leve para qualquer lado” – Cazuza. Ver aqui os dados da canção, letra e album.

Também foi relatado que a incidência de novas infecções entre homens que fazem sexo com homens estava aumentando, com taxas quase duplicando a incidência entre os jovens gays entre 13 e 18 anos.

Não menos desanimador foi estimar que de cerca de 1,2 milhão de americanos vivem com HIV, entre  20% a 25% não sabiam que estão infectados.
2008

Timothy Brown, popularmente conhecido como Paciente de Berlim, foi relatado como curado do HIV após receber um transplante experimental de células-tronco. Embora o procedimento tenha sido considerado muito perigoso e caro para ser viável em um ambiente de saúde pública, deu origem a outros estudos na esperança de repetir os resultados.

2010

A administração do presidente Barack Obama encerrou oficialmente proibição de imigração e viagens ao HIV aos Estados Unidos da América (do Norte, convém frisar)

Em novembro, pesquisadores do Estudo  IPrEx relataram que o uso diário da combinação de drogas Truvada (tenofovir e emtricitabina) reduziu o risco de infecção em gays HIV negativos em até 44%.

Marco: Primeiros passos para a prevenção

O estudo IPrEx é o primeiro a endossar o uso da profilaxia pré-exposição (PrEP) para reduzir o risco de HIV em indivíduos não infectados.

2011

Depois de demonstrar que as pessoas em terapia antirretroviral tinham 96% menos probabilidade de transmitir o HIV a um parceiro não infectado capaz de sustentar uma carga viral indetectável, Science revista nomeado o Estudo HPTN 052 de Revelação do Ano.

O estudo confirmou o uso do Tratamento como Prevenção (TasP) como meio de prevenir a propagação do HIV em casais sorodiscordantes (um dos parceiros é HIV positivo e o outro é HIV negativo).

2012 – Neste Ano, No Mês de Maio, O Blog Sofreu Um Ataque Hacker e Foi Deletado Até a Raiz.

Se eu não fosse tri-pananóico e não tivesse, como tenho aqui, 40 back-ups, diários, do blog, ele teria deixado de existir

Apesar de uma reversão no número de mortes relacionadas ao HIV, autoridades de saúde na África do Sul relataram que o número de novas infecções aumentou em relação ao ano anterior em mais de 100.000, principalmente entre adolescentes e adultos mais jovens.

O FDA aprovou oficialmente o uso de Truvada para PrEP.3Aconteceu em um momento em que os EUA relataram pouco mais de 50.000 novos diagnósticos, um número que permaneceu praticamente inalterado desde 2002.

Da Loja do Blog – Quando Você Compra, apoia este trabalho!

Beto Volpe Morte E Vida Positiva

2013 

1.º de Dezembro, 1.º de Dezembro de 2020 – HIV e AIDS , Um Resumo Da HistóriaBarack Obama, primeiro presidente negro eleito nos Estados Unidos (Yes, we can) sancionou a Lei de Equidade Política de Órgãos (HOPE) do HIV, que permite o transplante de órgãos de um doador HIV-positivo para um receptor HIV-positivo.

A UNAIDS anunciou que a nova taxa de infecção em países de baixa e média renda caiu 50% como resultado da expansão dos programas de tratamento do HIV. Eles também relataram que cerca de 35,3 milhões de pessoas foram infectadas com o HIV.

O FDA aprovou o medicamento da classe dos inibidores da integrase, Tivicay (dolutegravir), que demonstrou ter menos efeitos colaterais e maior durabilidade em pessoas com profunda resistência aos medicamentos. O medicamento foi rapidamente movido para o topo da lista de medicamentos preferidos para o HIV nos Estados Unidos.

2014

O Affordable Care Act (ACA) expandiu o seguro saúde para indivíduos anteriormente negados. Antes da lei entrar em vigor, menos de um em cada cinco americanos com HIV tinha seguro saúde privado.

Marco: descoberta da origem do HIV

Enquanto isso, cientistas da Universidade de Oxford, investigando registros históricos e evidências genéticas, concluíram que o HIV provavelmente se originou em ou ao redor de Kinshasa, na República Democrática do Congo.

A teoria reza que uma forma híbrida do vírus da imunodeficiência símia (SIV) saltou do Pan troglodytes chimpanzé para o homem como resultado da exposição ao sangue ou ingestão de carne de caça.

Sabe o COVID-19? Pois é… Pense 10.000 (dez mil) vezes antes de comer algo exótico e verifique 100.000 (cem mil) vezes as condições sanitárias da cozinha, do preparo e do abate. Certamente você não comeria se fizesse isso?

2015 – O Estudo START mudou tudo. Ou quase tudo

O estudo sobre o momento estratégico do tratamento anti-retroviral (START) foi lançado para os delegados na Conferência da Sociedade Internacional de AIDS em Vancouver, Canadá. O estudo, que mostrou que a terapia anti-HIV fornecida no momento do diagnóstico pode reduzir o risco de doenças graves em 53%, suscitou apelos por mudanças imediatas nas políticas públicas.

Quatro meses depois, a OMS publicou diretrizes atualizadas recomendando o tratamento do HIV no momento do diagnóstico, independentemente da contagem de CD4, localização, renda ou estágio da doença. Eles ainda recomendaram o uso de PrEP em pessoas com risco substancial de adquirir o HIV.

No Dia Mundial da AIDS, o CDC relatou que os diagnósticos anuais de HIV nos Estados Unidos caíram 9%, com os declínios mais acentuados entre heterossexuais e mulheres afro-americanas. Em contraste, os gays mais jovens continuaram com alto risco de infecção; Foi relatado que os gays afro-americanos tinham 50/50 de chance de contrair o HIV durante a vida.

Em 21 de dezembro, o FDA suspendeu a proibição, que perdurou 30 anos (!!!!!!!), de doação de sangue de homens gays e bissexuais com uma advertência notável: apenas os homens que não faziam sexo há um ano podiam doar. A decisão incitou a ira de ativistas da AIDS, que insistiram ser discriminatória e nada menos do que uma proibição de fato.

Demandar um ano de abstinência antes de uma doação é, no mínimo, sacanagem. Afirmação controversa? Bem, é a cara da determinação deles …
2016

De acordo com a OMS, 38,8 milhões de pessoas foram infectadas pelo HIV e, ao todo, quase 22 milhões de pessoas morreram de causas associadas ao HIV. Desculpas?

Com evidências de que o tratamento universal do HIV poderia reverter as taxas de infecção, as Nações Unidas lançaram sua estratégia 90-90-90 com o objetivo de identificar 90% das pessoas que vivem com HIV, colocando 90% dos indivíduos positivamente identificados em tratamento e garantindo que 90% dos aqueles em terapia foram capazes de atingir cargas virais indetectáveis.

2017

Em maio, um CDC relatório do revelou que a taxa de mortalidade por HIV / AIDS entre negros e afro-americanos diminuiu significativamente: entre 18 e 34 anos de idade, as mortes relacionadas ao HIV caíram 80%. Entre aqueles com 35 anos ou mais, as mortes diminuíram 79%.

2018

O ano começou com a morte de uma importante pesquisadora da AIDS, Mathilde Krim, em 15 de janeiro. Krim fundou a Foundation for AIDS Research (amfAR) em 1985. Desde então, a organização investiu mais de US $517 milhões em seus programas.

Minha visão da amfAR é complicada…

Uma semana depois, o NIH lançou um estudo global para examinar os regimes de tratamento antirretroviral para mulheres grávidas com HIV e seus bebês.3O objetivo é garantir que essas mulheres e seus filhos recebam o tratamento mais seguro e eficaz. (Finalmente!)

O dia 1.º de dezembro foi o 30.º aniversário do Dia Mundial da AIDS.

Marco: A prevenção do HIV/AIDS alta tecnologia

Pesquisadores do Laboratório Nacional de Los Alamos descobriram que a simulação de computador pode ser usada para prever como o HIV se espalha, possibilitando que os departamentos de saúde estaduais rastreiem a propagação do vírus e tenham uma poderosa ferramenta para ajudar a prevenir novas infecções por HIV.

Traduzido por Cláudio Souza do Original em A History of HIV/AIDS, Milestones of a Global Health Crisis escrito por By James Myhre & Dennis Sifris, MD 

Pontos para se refletir

Apesar de todo o medo e raiva causados ​​pela pandemia de HIV / AIDS, ela transformou a paisagem da ciência e da política de inúmeras maneiras, particularmente no que se refere à defesa dos direitos e proteção dos pacientes. Também forçou o processo de aprovação de medicamentos mais rápido, enquanto estimulava os pesquisadores a desenvolver muitas das ferramentas genéticas e biomédicas que consideramos certas hoje.

O simples fato de que o HIV passou de um diagnóstico quase uniformemente fatal para um que as pessoas agora podem viver vidas saudáveis ​​e normais apesar de não é nada menos do que maravilhoso, fantástico, grandioso e surpreendente. Eu celebro mulheres e homens envolvidos nesta luta cotidiana e fico pensando quantas vezes aquela pesquisadora, aquele pesquisador, duas da manhã, entrando em seu carro, no estacionamento, tem um clique mental e não vê outra linha de ação e conduta estando, minutos depois, novamente paramentada ou paramentado, testando suas ideias.

Ainda assim, temos um longo caminho a percorrer e muitas lições a aprender antes de podermos considerar o fim da crise. 

É apenas olhando para trás que podemos compreender melhor os desafios que ainda temos de enfrentar, à medida que avançamos no sentido de tornar o HIV / AIDS uma coisa do passado.

E não, estas desculpas, decididamente não me interessam

Da Loja do Blog. Comprando Aqui você apoia o blog. Há Mais produtos na lojinha do blog

Álcool Em Gel Natura 70 INPM Da Natura Fragrância Erva Doce

  1. Vahlne A. Uma reflexão histórica sobre a descoberta de retrovírus humanos. Retrovirology. 2009; 6: 40. doi: 10.1186 / 1742-4690-6-40
  2. Fee E. A colcha memorial da AIDS. Am J Public Health. 2006; 96 (6): 979. doi: 10.2105 / AJPH.2006.088575
  3. Departamento de Saúde e Serviços Humanos (DHHS) dos EUA. Uma linha do tempo do HIV / AIDS. Gabinete do Subsecretário de Saúde e Gabinete do Subsecretário de Assuntos Públicos; Washington DC; 18 de setembro de 2016.
  4. National Institutes of Health. ACTG 076 Perguntas e Respostas. 20 de fevereiro de 1994.
  5. Panlilio AL, Cardo DM, Grohskopf, Heneine W, Ross CS. Atualizadas as Diretrizes do Serviço de Saúde Pública dos EUA para o gerenciamento de exposições ocupacionais ao HIV e recomendações para a profilaxia pós-exposição. MMWR. 30 de setembro de 2005: 54 (RR09); 1-17.

Leitura adicional, sugerida pela IA do Blog Soropositivo

  1. Vida Longa e HIV/AIDS
  2. Infecção Aguda por HIV, Janela Imunológica e Latência Clínica.
  3. HIV/AIDS bem explicados
  4. Cinco Pacientes, em um estudo com Treze, parecem Curados do HIV
  5. Acabar Com A AIDS
  6. O que é HIV/VIH? O que é AIDS/SIDA
  7. Candidíase (candidíase)
  8. A PrEP e Casais Sorodiscordantes
  9. O que é o Abacavir (Ziagem)? Abacavir (Ziagem) é um Antirretroviral:

 

Responsabilidade social é algo que pega bem para qualquer empreendimento Uma empresa com responsabilidade social fica "bonita na foto"!

Publicações Relacionadas

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazem tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. Você pode saber mais sobre esta política neste link Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

DanishDutchEnglishFinnishFrenchGalicianGermanHebrewHungarianIcelandicItalianJapaneseKoreanLatinPortugueseRussianSpanishYiddish