Anúncios
Últimas noticias

Um em cada cinco Homens heterossexuais no Reino Unido contraiu HIV de outro homem

Isso aqui YoYo… É um pouquinho de Brasil Yayá

gayUma análise genética de um grande banco de dados do Reino Unido cujas amostras são de pessoas vivendo com HIV, comprova que 18% dos homens com HIV que afirmam ser exclusivamente heterossexuais, pertencem, na verdade, a grupos de infecções ligadas a infecções em homens.

Isso fornece um valor mínimo para a proporção de homens com HIV no Reino Unido que são o que os pesquisadores chamam de “encontradas apenas entre homens que fazem sexo com homens (HSH)”. É um valor mínimo porque outros homens que contraíram o HIV por meio de sexo com outros homens podem estar imersos em outros grupos de expressões sexuais afetivas diferentes.

Os dados foram apresentados pelo Ragonnet-Cronin e colegas de Manon na Universidade de Edimburgo na Conferência sobre retrovírus e infecções oportunistas na semana passada.

travestis-150x150-150x150Em uma segunda análise da mesma foram encontrados dados que os HSH foram elos mais suscetíveis de serem os parceiros de vinculação entre um HSH e uma mulher do que a mulher em ser o elo de ligação entre um homem e um bissexual declarado do que um homem heterossexual.

A análise filogenética analisou a 50,025 sequências genéticas do HIV subtipos A1, B e C a partir do Reino Unido da base de dados de Resistência do HIV a Medicamentos, que contém sequências de 60% de todas as pessoas com HIV no REINO UNIDO (outras 10.000 sequências pertencentes a outros subtipos de HIV não foram incluídas).

As pessoas foram contabilizadas como pertencentes a um “agrupamento” se o RNA do HIV partilha descendem de um ancestral comum à outra pessoa com HIV nos últimos cinco anos, portanto, para efeitos da presente análise, um “agrupamento” tinha de incluir, pelo menos, três pessoas.

Houve 223 grupos totalmente “machos” contendo 1204 homens (média, 5.4 por cluster). O número total de autodeclarados homens heterossexuais que pertencia em um cluster, macho-apenas ou mistos, foi 1341.

No entanto 249 destes homens heterossexuais supostamente efetivamente pertencia a todos os grupos de macho, o que significa que 18% dos homens heterossexuais eram de fato provavelmente não divulgadas HSH (ndHSH).

donald-trump

Estes ndHSH *nd(não divulgados) foram consideravelmente mais suscetíveis de ser da etnia negra africana em vez de qualquer outra etnia. Eles também foram muito menos susceptíveis de ter tido uma recente infecção pelo HIV: apenas 12,5% tinham uma infecção recente versus 75% de declarada HSH. Isto poderia significar duas coisas, tanto do que poderia ser verdade: ndHSH são muito mais suscetíveis de ser tarde apresentadores e também podem ser mais antigos que declarada HSH.

O ndHSH eram muito mais suscetíveis de ser periféricas em vez de central de grupos. Eles eram duas vezes mais prováveis como declarada HSH seja na orla de grupos, ou seja, apenas a ela ligados através de um parceiro. Isto implica que eles têm menos parceiros e podem ser menos suscetíveis de transmitir o HIV.

Porém eles foram também altamente “amplexo coletados no campo”, o que significa que eles eram muito mais suscetíveis de serem ligados a outra ndHSH do que se a mistura foi aleatória, e se eles estavam ligados a mais de um parceiro, era muito mais provável que pelo menos um deles foi outro ndHSH.

Esta análise coloca apenas as medidas supostamente dos homens heterossexuais que só tinham contatos do sexo masculino. No entanto houve preocupação desde o início da epidemia que bissexuais homens, que poderiam ter ligação entre a população gay e a população em geral. Este demonstrou não ser um problema importante em países com epidemias concentrada mas pode se tornar um fator em países com epidemia mais generalizada.

Os pesquisadores assim fizeram uma análise dos poucos grupos de três ou mais pessoas na rede onde “pontes” entre declarada HSH e homens ou mulheres heterossexuais não aconteceram.

fear

Dizem que eu sou um saudosista… eles bem sabem o que dizem. Está foi a primeira imagem que eu usei no site, presente de uma amiga, ika. Acho que vou arriscar um email para ela…

Eles contaram dois tipos de articulação. Em um, a mulher foi um link entre um abertamente bissexual HSH e um homem heterossexual, ou seja, ela parecia suscetível de ter recebido a sua infecção a partir de um e a passaram para a outra. No segundo, um homem que disse que ele estava foi um link entre heterossexuais de um declarado HSH e uma mulher e provavelmente capturada a partir de um HIV passaram para o outro. Note que nenhuma dessas configurações pode mostrar quem infectados que: que institui o sentido de infecção na análise filogenética é muito mais difícil do que demonstrar a articulação.

A configuração com a qual o homem foi no meio e, portanto, muito provavelmente um não divulgadas HSH foi 2,24 vezes mais provável do que aquele onde a mulher estava no meio. Dos 1341 heterossexuais masculinos em grupos, 54 (4%) associada com mulheres HSH Em contraste apenas 32 fora de 1711 Mulheres em grupos (1,9%) foram a ligação entre uma pessoa declarada HSH e um homem heterossexual.

Este estudo fornece uma estimativa de consideravelmente mais elevada a proporção de “homens heterossexuais com HIV no Reino Unido que estão de fato em um estudo prévio no ano de 2014. HSH reservadas. Esta estimativa da proporção de 6%, embora estimam que a proporção de ndHSH entre africanos negros foi elevado a 21%. No entanto neste estudo apenas observava no subtipo B do HIV infecções, e seria, portanto, tendência a perder mais infecções em não brancos, que são suscetíveis de ter outros subtipos.

Seria interessante ver uma análise de todos os subtipos, que incluiria o subtipo D (também comum em partes da África oriental, e cada vez mais no Médio Oriente) e subtipo AE (que é o tipo predominante em ambos os heterossexuais e HSH no sudeste asiático).

Gus Cairns

Traduzido por Cláudio Souza do original em One in five ‘heterosexual’ men in the UK caught their HIV from another man no AIDSMAP

Revisado por Penny Lane

Referência

 

Anúncios

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar. Não somos médicos ou profisionais de saúde. Buscamos ajudar com palavras amigas, conforto espiritual e, na medida do possível, terminar com a neurose gerada por bloqueiros de meia pataca ou homofóbicos sem caráter que não pensam duas vezes antes de espalhar terros entre pessoas que, quer eles, os homofóbicos, queiram ou não, são seres humanos. Tenha em mente que o numero do WhatsApp esta conectado a um CPF

[EIKYGMrz]

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
Sobre Claudio Santos (515 artigos)
Depois de passar quatro décadas tentando estabelecer pelo menos um armistício com meu pai e ver as falhas ocorrerem sistematicamente, tentativa após tentativa, eu desisti do sobrenome “de Souza”. Estava me preparando espiritualmente para isso quando uma amiga locupletou a façanha de descobrir onde está minha mãe... Cláudio Santos. Quem preferir, aluda-se a mim como o Cláudio do Site,ou Cláudio do Soropositivo.Org, ou ainda aquele da promessa não cumprida: Cláudio, o trouxa do livro que acreditou em "palavra emprenhada". Eu mostro meu rosto, embora alguns me censurem, porque, no meu modesto ponto de vista, ser portador de HIV não é crime e, portanto, não há do que me envergonhar. Eu contraí HIV pela via sexual. Eu fui um DJ e, durante cinco anos fui DJ no vagão Plaza e durante uns outros dois fui DJ do Le Masque. Lá, um filho da puta me pediu para fazer minhas férias e puxou meu tapete. Aí fui parar na "Segredos", uma casa gay e, de quebra, morei lá por um tempo. Rua da Amargura, onde R.A. Gomes me colocou. Mas dei a volta por cima e fu trabalhar na SKY. Depois, na Pink Panther, em Santos e, enfim, na XEQUE Mate e, terminei minha carreira, aquele que fora três vezes considerado o Melhor DJ de São Paulo, como um apagado DJ do La Concorde e do Clube de Paris, onde conheci uma das mais belas mulheres com quem convivi e a perdi. Conheci alguém novo, uma mulher, "do dia", que me apresentou esta Entidade, o computador e, por muito tempo vivi de consertá-los. Sei, hoje, que ainda há muita gente que me odeia. Quer saber? Get them the hell and fuck off porque eu não dou a mínima. Simplesmente faço meu trabalho e me reporto a Deus... E pra quem não acredita em resiliência, eis meu histórico médico De acordo com o que preceitua o Código de Ética Médica, nos termos da legislação vigente e de conformidade com o pedido formulado pelo interessado, declaro que o Sr Cláudio Santos de Souza, matrícula no serviço sob registro RG3256664J, está em acompanhamento regular com seguintes diagnósticos/CID-10 até o presente momento: #HIV/Aids diagnóstico em 11/1996 (B24) #Candidíase oral 1996 (B20.4) #lnfecção latente tuberculosa tratada com Isoniazida em 1997 (Z20.1) #Arritmia cardíaca: bloqueio parcial ramo D/bradicardia sinusal por antidepressivos tricíclicos em 2006 (I49.9/R00.1) #Depressão (F32) Dislipidemia (E78.5) Diabetes (E14.) Obesidade (E66.) #PO tardio de gastroplastia redutora (técnica Capella 10/2011) #Embolia Pulmonar (126.) em 2011 + hipertensão pulmonar #HAS (110) controlada após cirurgia bariátrica Catarata (H26.9) #Sífilis (A51.0) gonorréia (A54.0), herpes genital (A60) Litíase vesicular (K80.5) #Trombose venosa profunda/tromboflebite MMII de repetição (182.9): 2008, 2009 e 2010 #lntervenção cirúrgica em 21/01/2013: de herniorrafia incisional abdominal, apendicectomia, colecistectomia #Herpes zoster ramo oftálmico 04/2015 (B02) 2 # Neuropatia periférica em membros superiores e inferiores (G62.9), acarretando fraqueza muscular, parestesias e dor, medicado e em seguimento pela equipe de dor #Angioma cavernoso cerebelar - em seguimento com neurologia Tratamento: TDF+3TC+ATVr, ezetimibe, alopurinol, AAS, atorvastatina, enoxaparina, clomipramina, risperidona, zolpidem, clorpromazina, flunitrazepam, gabapentina, amitriptilina, metadona Últimos exames: CD4=1070 (28%)/CD8=1597 rel=0,67 (08/03/2015) e Carga viral- HIV(PCR)

1 Trackback / Pingback

  1. Um em cada cinco Homens heterossexuais no Reino Unido contraiu HIV de outro homem Teste-se para o HIV!Soropositivo. Org – Há Vida com HIV!!! | METAMORFASE

Seu retorno é importante. Nós atendemos às solicitações de textos, desde que ligados ao tema central de alguma forma. Faça seu comentário, de sua opnião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: