Blog Soropositivo. Org

Vacina contra a AIDS, HTI, de origem espanhola, terá seus testes em humanos iniciados em 2016

Home / Artigos, Traduções e Edições / Vacina contra a AIDS, HTI, de origem espanhola, terá seus testes em humanos iniciados em 2016
Artigos, Traduções e Edições
Sim! Há esperança
Sim! Há esperança

O Instituto de Pesquisa da AIDS iniciou a fase de preparativos para a fase de testes clínicos de uma potencial vacina terapêutica contra a AIDS; nestes testes clínicos de sua vacina terapêutica haverá um grupo de voluntários que pode oscilar entre cento e cinquenta e duzentas pessoas, todas voluntárias já a partir do próximo ano, 2016, conforme foi divulgado pela Instituição no início da semana.

A vacina, que foi desenvolvida por pesquisadores do IrsiCaixa, de Barcelona, mostrou-se eficiente entre animais e é a primeira desenvolvida com base na resposta imunológica apresentada por um grupo reduzido de pessoas capazes de controlar a infecção por HIV sem tratamento antirretroviral conhecidos como controladores de elite.

Segundo o IRIS, neste momento está se produzindo o lote de vacinas que será usado como base de testes no grupo de voluntários e, também, os desenvolvidos para a aprovação pela Agência Espanhola de Remédios e Produtos Sanitários.

A pesquisadora Beatrix Mothe explicou que os tratamentos antirretrovirais atuais conseguem conter a progressão da infecção por HIV, mas não podem eliminar a totalidade de vírus do organismo. Assim sendo, a solução eficiente tem de passar por esta via que elimine o vírus por completo do organismo, inclusive em seus locais de reserva e os “santuários”, como o Cérebro, onde a maioria dos remédios não tem capacidade de alcançar por conta de uma barreira bioquímica que o cérebro produz para se proteger de agentes que lhe possam danificar, segundo Mothe, que acrescentou que os testes de fase I e II serão iniciados graças aos bons resultados obtidos com ratos e macacos.

“Estudamos em profundidade como se comporta o HIV em milhares de pessoas infectadas e aprendemos qual é a resposta imunológica necessária para controlar a replicação do vírus à revelia de tratamento antirretroviral. Essa resposta é a que incorporamos ao projeto de nossa vacina HTI”, detalhou Beatrix.

Os médicos esperam poder iniciar os testes em humanos ao longo de 2016. A primeira fase durará um ano e terá como objetivo deixar em experimentação a segurança e a capacidade do candidato a ser vacinado de induzir uma resposta imunológica forte e duradoura.

A segunda fase terá uma duração de entre um ano e um ano e meio e avaliará a eficácia das vacinas para conseguir uma cura funcional, que consiste na capacidade da vacina de impedir que o vírus atue após a retirada da medicação antirretroviral

Adaptado do Original em Instituto espanhol testará vacina contra a aids em 200 pessoas em 2016 da EFE Da EFE Brasil

Publicações Relacionadas

Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) indenizará um homem portador do vírus da aids em R$ 300.000,00 por danos morais

Cláudio Souza

Darunavir, Mais Um Antirretroviral

Cláudio Souza

Interrupções do Tratamento e infecção recente são os principais períodos de transmissão do HIV

Cláudio Souza

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazem tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. Você pode saber mais sobre esta política neste link Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

Olá! Sou o Beto Volpe! Quer Conversar? Diga olá! Mas tenha em mente que eu trabalho aqui entre 9:00 da manhã e 20 horas. Você pode deixar a mensagem, mas eu responderei nestes horários. Talvez eu demore, mnas em *SEMPRE RESPONDO*
Olá! Será que você me autorizaria a te avisar quando eu fizesse uma nova publicação ou atualização de um texto? Veja bem, eu não teria a menor ideia a respeito de quem você é! Seria algo anônimo, que me deixaria feliz por sua atenção e interesse. Quando eu fui DJ meu salário era a gritaria! Agora, é seu interesse! E, me perdõem por algum erro ortográfico. Eu sou disléxico e a neuropatia periférica complica ainda mais toda esta coisa. :-(
Dismiss
Allow