Últimas

Elvitegravir otimizado por atazanavir traz resultados melhores para mulheres, demonstra estudo!

O estudo WAVES mostra que o esquema elvitegravir otimizado por atazanavir traz resultados melhores para mulheres com HIV

Nota do Tradutor o nome do estudo é WAVES, um acrônimo para Women AntiretroViral Efficacy and Safety que significa, em tradução livre: As mulheres,a eficácia e segurança da terapia antiretroviral. Uma vez estabelecido isso, boa leitura

sayuriUm estudo do tratamento antirretroviral especificamente para mulheres com HIV revelou que um regime terapêutico com um único tablet contendo o inibidor de integrase elvitegravir suprimiu o vírus melhor do que um regime terapêutico contendo ritonavir e potencializado por atazanavir, de acordo com um pôster apresentado no Oitava conferência International da AIDS Society sobre HIV, patogênese, tratamento e prevenção (IAS 2015) no mês passado, em Vancouver, no Canadá. Este estudo é importante em parte porque demonstra, inclusive que mais mulheres em ensaios clínicos é algo viável.
A maior parte das pesquisas até o momento sugere que homens e mulheres respondem igualmente bem à moderna terapia antiretroviral (TARV), mas as mulheres com HIV têm sido sub-representadas na maioria dos ensaios clínicos e a influência do sexo do paciente, relacionada com a influência na eficácia do tratamento ou tolerabilidade, pode ser difícil de se definir.
Kathleen Squires, da Thomas Jefferson University em Filadélfia, e colegas pesquisadores realizaram as WAVES um estudo para comparar a segurança e a eficácia de dois regimes anti-retrovirais comumente utilizados e amplamente recomendados nas mulheres vivendo com HIV. Ele é um dos poucos ensaios clínicos não relacionados com a gravidez de tratamento antirretroviral multinacional de fase 3 para anotando todas as mulheres.

O WAVES incluiu 575 mulheres que vivem com HIV e que não tinham sido previamente tomadas tratamento do HIV. As mulheres estavam vivendo na América do Norte, Europa, Rússia, África e Ásia; a maioria da Rússia (33%), Uganda (28%) e os Estados Unidos (20%). Quase metade eram negras, cerca de 43% eram brancas, cerca de 5% eram descendentes de asiáticos e a média de idade foi de 35 anos. Os dados demográficos e outras características basais foram balanceadas entre braços de tratamento e refletem a natureza global do estudo, de acordo com os pesquisadores.

Os participantes neste estudo duplo-cego foram aleatoriamente designados para receber um dos seguintes tratamentos:

  1. Um esquema um único tablet uma vez por dia contendo elvitegravir, cobicistat como um potencializador e tenofovir/emtricitabina (Stribild).
  2. Um regime de um comprimido diário de ritonavir potencializado por atazanavir (Reyataz) mais tenofovir/emtricitabina (drogas de Truvada o medicamento da PrEP).

A grande maioria das mulheres (78%) apresentaram infecção pelo HIV assintomáticos e linha mediana da contagem de células CD4, cerca de 350 células/mm3. A maioria tinha carga viral pré-tratamento <100.000 cópias/ml. Eles tinham função renal normal (TFG estimada >70 ml/min), o que é importante porque o tenofovir pode causar toxicidade renal em indivíduos suscetíveis.

As mulheres que engravidaram tinham a opção de continuar o seu tratamento designado, como nenhum dos fármacos têm se demonstrados serem prejudiciais para mulheres grávidas ou ao desenvolvimento do feto.

O desfecho primário do estudo foi que a proporção de mulheres a atingir carga viral indetectável, ou RNA DE HIV abaixo de 50 cópias/ml, na semana 48ª de tratamento. Segurança foi avaliada durante todo o estudo.

  • Pelo menos87% das mulheres que Stribild e 81% das pessoas que o atazanavir é amplificada tinham carga viral indetectável após 48 semanas, mostrando que Stribild foi estatisticamente superior.
  • Entre as mulheres com alta carga viral inicial, as taxas de resposta foram de 90% e 78 %, respectivamente. O aumento médio de células CD4 foram semelhantes nos dois braços (221 vs 212 células/mm3, respectivamente).
  • As taxas de falha terapêutica foram comparáveis nos braços Stribild e Atazanavir (9% vs 12 %, respectivamente). Tratamento com resistência emergentes às drogas foi detectada em três mulheres (1%) que tiveram falha virológica com relação ao resistência Atazanavir, mas nenhum no Stribild braço.

Os dois regimes eram geralmente seguros e bem tolerados, com a maioria dos efeitos colaterais em nível leve. No total, 29 mulheres (10%) descontinuaram tratamento no início do estudo no braço Stribild e 45 (16%) fizeram-no em no braço do estudo com o Atazanavir, destes, cinco mulheres tomando Stribild e 19 no braço do Atazanavir foram descartados devido a eventos adversos.

A diminuição da função renal, medida pelo eGFR, eram pequenas e similares no Stribild e Atazanavir (para saber mais sobre eGFR clique aqui (abre em outro site e em outra janela do seu navegador).

Alterações da Densidade Mineral Ósseas no quadril e coluna vertebral também foram comparáveis nos dois braços do estudo. Colesterol Total cresceu mais no braço Stribild, mas os totais de HDL não diferiram significativamente.

” [Elvitegravir/cobicistat/tenofovir/emtricitabina] foi superior a [atazanavir/ritonavir/tenofovir/emtricitabina] na 48ª semana, e demonstrou a sua segurança e eficácia para o tratamento infecção pelo HIV-1 em mulheres,”concluíram os pesquisadores. “Recrutamento e retenção de mulheres em grande estudo multinacional é viável.”

Traduzido por Cláudio Souza do Original em Inglês, escrito por Liz Highleyman para o AIDSMAP em colaboração com hivandhepatitis.com: WAVES shows elvitegravir regimen beats boosted by atazanavir for women with HIV Publicado em: 06 Agosto de 2015 revisado por Mara Macedo em 07 de Agosto de 2015

Reference

Squires K et al. Elvitegravir (EVG) / cobicistat (COBI) / emtricitabine (FTC)/ tenofovir disoproxil fumarate (TDF) is superior to ritonavir (RTV) boosted atazanavir (ATV) plus FTC/TDF in treatment naïve women with HIV-1 infection (WAVES Study). 8th International AIDS Society Conference on HIV Pathogenesis, Treatment and Prevention (IAS 2015), Vancouver, abstract MOLBPE08, 2015.

Where available, you can view details of sessions, view abstracts, download presentation slides and find webcasts using the conference ‘Programme at a Glance’ tool.

You can also download a PDF of the abstract book from the conference website.

Anúncios
Sobre Claudio Souza do Soropositivo.Org (508 artigos)
😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA
Whatsapp WhatsApp Us
%d blogueiros gostam disto: