Sintomas da Infecção aguda por HIV

By

image
0 Comments set 8, 2020 AIDS, Antiretrovirais, Beijo Na Boca, Células CD4 - Qual a Contagem de CD4 Normal?, CD4 > 500, Destaques, Doenças Infecciosas, Doenças Oportunisas, HIV e Envelhecimento, Jovens e a AIDS, Mulher e AIDS, Neuropatia Periférica e Dor!!!!, preconceito, PREP, Soropositivo.Org 20 Anos, TARV, Terapia Antirretroviral, Vida Com HIV, Vida Saudável, Vida Saudável com HIV, Zika Vírus

A imagem é clicável e abre em outra aba

Sintomas da Infecção aguda por HIV podem ocorer. Podem.

Mas nem sempre a pessoa recém infectada apresentará este sintomas. Na minha tentativa diária de acalmar pessoas que vivem em janela imunológica eterna. Uma “coisa” delas, que parece ser uma epidemia paralela.

A epidemia de uma nova condição psicológica, ou mesmo um problema maior. Com perigoso fundo psiquiátrico, ainda emergente, que tem me mostrado muitas coisas. E, dentre elas, a desinformação em face a epidemia por HIV. O que me faz ter certeza que, por mais que eu queira e sinta-me esgotado, não posso parar com o Blog Soropositivo.

Pretensão minha considerar-me assim importante? Talvez, mas a média de mil usuários por dia e de quase 2800 páginas vistas diaiamente, mês após mês me faze pensar nisso.

A faca em Minha garganta

A outra coisa é o dogma sexual. Ainda somos os mesmo e vivemos como nossos pais, desenhou bem Belchior. Leia isso:

Se fosse apenas por mim, eu não ligava.
Mas eu tenho minha esposa, grávida, e minha filha “na barriga dela”!
Eu que me f***!

Ninguém poderia ter sido mais claro que esta pessoa com base no que ainda se pensa sobre HIV e AIDS. Mesmo fora do contexto, é dentro deste Universo perverso que habitam criaturas que declaram, em TV, praça pública, que pessoas com HIV são uma despesa para o País.

O C******! Políticos corruptos.

Sim, os que esgrimem a palavra Deus, Cristo, Cristão, Cristandade, Jesus, o tempo todo são as que fomentam estas ideias distorcidas.

Por conta disso, papai e mamãe pernilongo não devem, porque é coisa do diabo, falar de sexo, ou sexualidade, com “seus rebentos”. São hipócritas imundos que, não tendo a coragem ou o tutano necessário para viverem suas sexualidades em plenitude, acabam por caçar, apedrejar em praça pública, as pessoas que tem esta coragem.

Risonho e Bisonho

E isso, leitoras e leitores, gera toda a desinformação necessária para deixar uma adolescente, ou um adolescente, no escuro.

E se este adolescente não contrair HIV em sua adolescência, acabará crescendo tão néscio (estou generalizando, bem sei) que acabará criando seus filhos e filhas desta mesma forma. Fui DJ no Vagão Plaza. Testemunha ocular da história!

Não foi só o que eu soube que faziam ali, no salão lotado, com quase 550 pessoas ali!Era também o que as moças me contavam, muitas delas em tremendo desgosto. Outras vezes risonhas de tanta gente bisonha

E isso não obsta as possibilidades deles, pais mal-formados e mal-informados, de acabarem por contrair HIV e dar-me a pérola acima, enquanto se apavoram, muitas vezes por tempos completamente absurdos, de medo de não terem sido diagnosticados a tempo de “morrerem disso”.

Sintomas da Infecção aguda por HIV e Sexualidade Mal Resolvida

Para piorar, seus netos estarão, muito em breve, em balsa similar. Por isso eu fiz este mix de sexualidade mal-resolvida e mal-vivida.

Tenha em mente, entretanto, que a pedofilia e a zoofilia/bestialidade são realmente inaeitáveis, pois abusam de pessoas e criaturas sem noções para discernir entre certo e errado.

Adotar estas práticas é, com toda a minha indignação, coisa de sórdidos.

Infecção aguda pelo HIV, Latência Clínica e Janela imunológica

HIV é um vírus espalhado em determinados fluidos corporais e ataca o sistema imunológico do corpo, especificamente as células CD4, geralmente chamadas de células T.

E este nome tem explicação. Mas não vou me adiantar! O processo de replicação do HIV acaba, invariavelmente, liquidando as forças da célula T-CD4 assim escravizada, pois não passa disso mesmo, para criar cópias de si!

Com o tempo, o HIV já destruir tantas dessas células que o corpo não consegue combater infecções e doenças. Essas células especiais são as que ajudam o sistema imunológico a combater infecções. 

Não tratado, o processo de replicação do HIV reduz o número de células CD4 (células T) no corpo. Esse dano ao sistema imunológico torna cada vez mais difícil para o organismo combater infecções e algumas outras doenças. 

As Doenças Oportunistas.

São Muitas e sempre tem um risco de morte em si. Determinadas doenças infecto-contagiosas ou não, como certos categorias de cânceres e outras doenças oportunistas, recorrentes, tendo a candidíase como um pálido exemplo, assim como os linfomas de Hodgkins e outros, não-hodgkins, aproveitam-se do sistema imunológico fragilizado. Por isso são conhecidas como “Doenças Oportunistas

As importantíssimas! E isso dá início a uma sequência de manifestações de doenças oportunistas, que acabam por sinalizar que a pessoa tem SIDA/AIDS.  E esta é, sim, a maneira menos feliz e completamente inadequada para descobrir-se portador de HIV/VIH! Quando “isso”, a maldita infecção por HIV/VIH evoluiu para SIDA/AIDS! 

Aprenda mais sobre os estágios do HIV e como definir  se você tem razões suficientes para fazer um exame e buscar saber se você é portador de VIH/HIV ou mesmo doente de AIDS/SIDA. Na minha opinião, se você teve uma só relação sexual desprotegida o melhor a fazer é esperar o prazo de janela Imunológica e testar-se para HIV.

O que é o HIV?

HIV/VIH significa vírus da imunodeficiência humana. O VIH/HIV é o vírus que pode levar à síndrome da imunodeficiência adquirida a SIDA/AIDS que, se não for tratada corretamente… 

Ao contrário de outros vírus, o corpo humano não consegue se livrar completamente do HIV, mesmo com o tratamento. Então, uma vez que você contrai o HIV, você o portará por toda a sua vida.

O HIV ataca o sistema imunológico do corpo, especificamente as células CD4 (células T), que ajudam o sistema imunológico a combater infecções. 

 

 

 

Os Antirretrovirais, a Terapia Antirretroviral, ou TARV.

Este tratamento virou o jogo!

Não combatido com os Antirretrovirais, o VIH/HIV reduz gradativa e paulatinamente o número de células CD4 (células T) em nossos organismos, aumentando a vulnerabilidade de uma pessoa a contrair ou desenvolver outras infecções, ou afecções.

Afecção é um termo com conceitos de anomalia, disfunção, lesão, doença e síndromes. 

Bem como determinados cânceres relacionados à infecção por VIH/HIV; eu arriscaria, sem muita certeza, declarar que o Sarcoma de Kaposi, na pele, seria um exemplo disso. Minhas leitoras e leitores com conhecimentos médicos certamente me informarão a respeito, não é Sig? ;-)

 Com o tempo, o HIV pode destruir tantas dessas células que o corpo não consegue combater infecções e doenças. 

Essas infecções ou cânceres oportunistas se aproveitam de um sistema imunológico fragilizado e sinalizam que a pessoa pode ter desenvolvido AIDS, o último estágio da infecção pelo HIV.; não necessariamente o final da vida desta pessoa.

Atualmente, não existe cura eficaz, mas com os cuidados médicos adequados, o HIV/SIDA pode ser controlado.

Ter Uma Vida com HIV pode ser uma vida longa e Saudável

O medicamento usado para tratar o HIV é chamado de terapia anti-retroviral ou TARV. Se as pessoas com HIV tomarem a TARV conforme prescrito, sua carga viral (quantidade de HIV no sangue) pode se tornar indetectável.
Idosos com HIV

Se permanecer indetectável, eles podem viver uma vida longa e saudável e não têm risco de transmitir o HIV a um parceiro HIV negativo por meio do sexo – Eu Cláudio Souza, discordo da postura que pode ser adotada em virtude disso

Antes da introdução da TARV em meados dos anos 90, as pessoas com HIV poderiam progredir para a AIDS em apenas alguns anos. Hoje, alguém diagnosticado com HIV e tratado antes que a doença esteja muito avançada pode viver quase tanto quanto alguém que não tem HIV.

Aprenda mais sobre como se proteger e obtenha informações personalizadas para atender às suas necessidades com relação a isso. 

De onde veio o HIV?

Os cientistas identificaram uma espécie de chimpanzé na África Central como a fonte da infecção pelo HIV em humanos. Eles acreditam que a versão chimpanzé do vírus da imunodeficiência chamada de vírus da imunodeficiência símia, SIDA foi, provavelmente transmitida aos seres humanos por via alimentícia.

E se transformou em HIV quando os seres humanos caçavam esses chimpanzés em busca de carne e entraram em contato com o sangue infectado. 

Estudos mostram que o HIV pode ter saltado de macacos para humanos já no final do século XIX

Ao longo de décadas, o vírus se espalhou lentamente pela África e, depois para outras partes do mundo. 

Sabemos que o vírus existe nos Estados Unidos desde pelo menos meados da década de CXX. 

Quais são os estágios da Infecção por HIV/VIH?

Quando as pessoas contraem o HIV quase sempre vivenciarão a Infecção Aguda por HIV. Mas nem todas!

Mas, se não recebem tratamento, elas geralmente progridem através de três estágios da doença. O medicamento para tratar o HIV, conhecido como terapia antirretroviral (TARV), ajuda as pessoas em todas as fases da doença se tomadas conforme prescrito. 

O tratamento pode retardar ou impedir a progressão de um estágio da infecção para a seguinte. 

Além disso, as pessoas com HIV que tomam o medicamento conforme prescrito e obtêm e mantêm uma carga viral indetectável não têm risco de transmitir o HIV a um parceiro HIV/VIH negativo através de relações sexuais. Eu, Cláudio, vejo com intermináveis reservas esta linha de pensamentos, quando ela suscita a relação soro divergente, se assim o suscita, sem o uso de preservativos, as bem conhecidas como camisinhas e, vejam:

Na atualidade só Deus sabe o quanto lamento minha falta de consciência no passado! Sei o que vivo e como o vivo! E nunca me dei conta de ter passado por algo que possa se parecer com síndrome da Infecção Aguda por HIV

Estágio 1: Infecção aguda pelo HIV

Dentro de 2 a 4 semanas após a infecção pelo HIV, as pessoas podem experimentar uma doença semelhante à gripe, a Infecção Aguda por HIV, que pode durar algumas semanas. Você pode somatizar a Infecção Aguda por HIV.

Esta é a resposta natural do corpo à infecção. É a resposta natural do corpo a quaisquer infecções! Mas também pode ser fruto de outros mecanismos psicológicos ou psiquiátricos.

Se Você na Consegue evitar pensar no HIV poderá somarizar a Infecção Aguda por HIV 

Quando as pessoas têm infecção aguda pelo HIV, elas têm uma grande quantidade de vírus no sangue e são muito contagiosas. 

Mas as pessoas com infecção aguda muitas vezes não sabem que estão infectadas porque podem não se sentir doentes imediatamente ou de modo algum

Para saber se alguém tem infecção aguda, é necessário um teste de antígeno / anticorpo ou um ácido nucleico (NAT). Se você pensa que foi exposto ao HIV por sexo ou uso de drogas e tem sintomas semelhantes aos da gripe, procure atendimento médico e peça um teste para diagnosticar infecção aguda.

Estágio 2: Latência clínica (inatividade ou dormência do HIV após a Infecção Aguda por HIV)

Esse período às vezes é chamado de infecção assintomática pelo VIH/HIV ou infecção crônica pelo HIV.  Durante esta fase, o HIV/VIH está ativo, mas se reproduz em níveis muito baixos. As pessoas podem não ter sintomas ou ficar doentes durante esse período. Para pessoas que não tomam remédios para tratar o VIH/HIV, esse período pode durar uma década ou mais, mas alguns podem progredir mais rapidamente nessa fase. 

As pessoas que estão tomando remédios para tratar o HIV (TARV) conforme prescrito podem estar nesse estágio por várias décadas. Ou morrer de velho! Mas a Infecção Aguda sempre terá durado muito pouco. A Infecção Aguda é algo que se parece com quaisquer viroses. Sem banalização, infecção por HIV e Sida, AIDS, é uma coisa muito séria, a Infecção Aguda tem cusra duração.

Estou pesquisando por psicossomática e Somatização

É importante lembrar que as pessoas ainda podem transmitir o HIV a outras pessoas durante esta fase. 

No entanto, as pessoas que tomam o medicamento contra o HIV conforme prescrito e recebem e mantêm uma carga viral indetectável não têm oferecem riscos de transmissão o HIV aos seus parceiros sexuais negativos para o HIV. 

No final desta fase, a carga viral de uma pessoa começa a aumentar e a contagem de células CD4 começa a diminuir. 

Quando isso acontece, a pessoa pode começar a ter sintomas à medida que os níveis de vírus aumentam no corpo e passa para a Etapa 3.

Etapa 3: Após a Infecção Aguda por HIV, o caminho ruma para isso? A Síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA/AIDS)

As pessoas com AIDS ficavam “assim”. Que motivos a família de David Kirby, ou o próprio Kirby. Eu travalhana no Vagão plaza, ganhava bem, comprava roupas lá. Depois desta propaganda horripilante, parei! Mas você precisa saber para se cuidar bem!

AIDS/SIDA é a fase mais grave da infecção pelo HIV. As pessoas com AIDS têm um sistema imunológico tão danificado que recebem um número crescente de doenças graves, chamadas doenças oportunistas.

Sem tratamento, as pessoas com AIDS geralmente sobrevivem cerca de 3 anos. Três anos após os primeiros sintomas da AIDS virem á tona! Não três anos após o contágio! 

Os sintomas comuns da AIDS incluem calafrios, febre, suores, glândulas linfáticas inchadas, fraqueza e perda de peso. As pessoas são diagnosticadas com AIDS quando a contagem de células CD4 cai abaixo de 200 células / mm ou se desenvolvem certas doenças oportunistas. Pessoas com AIDS podem ter uma carga viral alta e ser muito infecciosas.

Aprenda mais sobre como se proteger e obtenha informações personalizadas para atender às suas necessidades com a Ferramenta de Redução de Risco de HIV do CDC (BETA e em Inglês).

Como sei se tenho a Infecção Aguda por HIV?

A única maneira de saber com certeza se você tem HIV é fazer o testeConhecer seu status sorológico é muito importante porque ajuda você a tomar decisões saudáveis ​​para evitar a transmissão do HIV.

Algumas pessoas podem experimentar, ou não, uma doença semelhante à gripe dentro de 2 a 4 semanas após a infecção (estágio 1 da infecção pelo HIV). 

Sintomas e Sinais de uma Possível Infecção – Uma Gripe Também os gera!

Mas algumas pessoas podem não se sentir doentes durante esse estágio. 

Os sintomas semelhantes aos da gripe incluem:

  • Febre, 
  • Calafrios, 
  • Erupções cutâneas, 
  • Suores noturnos, 
  • Dores musculares, 
  • Dor de garganta, 
  • Fadiga, 
  • Gânglios linfáticos inchados (ínguas) ou 
  • Úlceras na boca. 

Esses sintomas podem durar de alguns dias a várias semanas.

Os Sintomasda Infecção Primária por HIV não duram para Sempre

Durante esse período, a infecção pelo HIV pode não aparecer em um teste de HIV, mas as pessoas que o fazem são altamente infecciosas e podem espalhar a infecção para outras pessoas.

Se você tem esses sintomas, isso não significa que você tem HIV. E nem mesmo AIDS. Cada um desses sintomas pode ser causado por outras doençasMas se você tiver esses sintomas após uma possível exposição ao HIV, consulte um médico e fale sobre seu risco. 

A única maneira de determinar se você tem HIV é fazer o teste de infecção por HIV.

Auto Teste

Eu, Cláudio, Mara, grata surpresa Laine, dentre muitos, somos frontalmente contra testes domésticos.

Você também pode usar um kit de teste doméstico, disponível para compra na maioria das farmácias e on-line.

Depois de fazer o teste, é importante descobrir o resultado do seu teste para poder conversar com seu médico sobre as opções de tratamento se você é HIV positivo ou aprender maneiras de evitar o HIV se você é HIV negativo.

Aprenda sobre como se proteger e obtenha informações personalizadas para atender às suas necessidades com a ferramenta de Redução de Risco de Infecção por HIV do CDC (BETA).

Existe uma cura para o HIV?

Atualmente, não existe cura eficaz para o HIV.  Mas há esperança!

Sei que peço cvaltela, que recomendo cuidado editorial. Hoje entendo elhor a Drª Vera Paiva, do NEPAIDS, que deu me uma traulitada federal quando estávamos no Erótica da MTV, não sei se em 2001 ou 2002. Ela estava certa. Nunca é tarde

Mas com cuidados médicos adequados, o HIV pode ser controlado. 

O tratamento para o HIV é chamado de terapia antirretroviral ou TARV. 

Se as pessoas com HIV tomam a TARV conforme prescrito, sua carga viral (quantidade de HIV no sangue) pode se tornar indetectável. Se permanecer indetectável, eles podem viver uma vida longa e saudável e não têm risco de transmitir o HIV a um parceiro HIV negativo por meio do sexo

Eu, Cláudio Souza, sou radicalmente contrário a este posicionamento como método de prevenção contra o HIV. O preservativo tem sido a grande ferramenta, arma, no combate à infecção por HIV desde a década de oitenta, quando pouco, ou nada, sabia-se sobre HIV/AIDS! 

 

Antes da introdução da TARV em meados da década de 90, as pessoas com HIV poderiam progredir para a AIDS (o último estágio da infecção pelo HIV) em alguns anos. 

Hoje, alguém diagnosticado com HIV e tratado antes que a doença esteja muito avançada pode viver quase tanto quanto alguém que não tem HIV. O diagnóstico precoce é importante, mas o diagnóstico tardio ainda pode ser revertido, embora eu, pessoalmente, para meu pesar, testemunhei in persona ou remotamente, muitos casos onde isso não pôde ocorrer!

Muitos ainda perderão suas vidas por medo do diagnóstico!

Se você caiu, levante-se! Sacuda a poeira e dê a volta por cima. É por isso que sempre digo que há vida com o HIV!

Resumindo, na atualidade, em plena década de 20 no Século XXI, muito pode ser feito. Mas a cura ainda não veio e segundo cientistas sérios como 

E pode demorar muito para aparecer.  E o mesmo diz-se sobre a vacina. O que acaba por transportar-me para a elipse da curiosidade com relação a este milagroso surgimento de muitas vacinas, muitas mesmo, já comprovadamente, é o que eles dizem, eficientes contra a COVID-19.

É um vírus bobo alegre?

 

Ou este tem cara de NBO?

The Next Big One (o próximo grandão), é aqueleque pode nos colocar em xeque com relação à solução de continuidade de nossa espécie.

O Homo sapiens, pode vir a deixar de ser a espécie dominante na cadeia alimentar do Planeta Terra?

Bem, eu já nem sei mais o que pensar. Quanto a vocês, estou aberto a boas novas ideias! Traduzido por Cláudio Souza do Original em About HIV/AIDS 

Você pode usar o material traduzido.
Mas precisa citar ambas as fontes. A original e a traduzida. Não adianta muito dizer que meu conteúdo é bom, de excelente qualidade, utilizar-se dele  e não dar o crédito.

Façam isso! 

Por favor né? Em respeito a vinte anos de trabalho!

Carga viral indetectável continua a dar reagente em testes para detectar a presença do HIV…

Não é uma graça? Está em extinção. E nós tocando fogo em florestas

Linfonodos Reacionais da Cinthia.

Essa é uma lista de conteúdos relacionados a quais você poderia incluir um link no seu post. Leia nosso artigo sobre estrutura de site para aprender mais como links internos pode ajudar a melhorar seu SEO.

Eu adquiri um pequebo recursode inteligência artificial e ele sempre me faz mas sugestões de leitura para vocês, leitoras e leitores. Eu convido todas a ler

Traduzido por Cláudio souza do original em Very Well Health (Muito bem Saudável)

A imagem é clicável e abre em outra aba


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.