Anúncios
Últimas noticias

Tempo e paciência… É tudo o que precisa ter uma pessoa que vive com HIV ou AIDS

Jpeg

Eu me lembro de quem eu peguei HIV.

Eu sei quem foi, lembro-me dela, sei seu nome, sei que ela sabia e sei que fez de propósito e, para o bem da verdade, eu a amava tanto naquela época, e estava tão mal informado sobre o que era e sobre o que é viver com HIV ou AIDS que se ela olhasse para me e me dissesse:

-“Cláudio, eu sou portadora de HIV e quero transar com você sem camisinha”.

Certamente eu concordaria com ela e, numa espécie tragicômica de Romeu e Julieta eu teria contraído HIV “por amor”.

Se você que lê isso pensa, agora, como eu pensava no passado, não faça isso.

Viver com HIV é uma coisa possível, mas o volume de problemas que você terá de confrontar não vale a pena de contraí-lo “por amor”.

O fato é que todos os dias corremos o risco de morrer de alguma coisa, mas não vá se expor a esta forma de morrer, mesmo porque não é morrer. Muito pelo contrário, é viver de outra forma.

Para mim, o HIV foi uma grande porta para uma reforma íntima e eu revi todos os meus conceitos, especialmente os que eu tinha a meu respeito e, hoje, sou uma pessoa melhor do que era antes de contrair HIV. E se você acabou de descobrir que é soropositivo, pense nisso também, numa maneira de alcançar um “eu melhor” e concentre todas as suas fibras nisso, em melhorar e, acima de tudo, a praticar o auto-amor. Sim! Ame-se, porque se você não souber amar a si mesmo, não saberá amar a mais ninguém.

ashoka-401x300O Grande Amor de minha vida está do meu lado, no quarto contíguo a este que usamos como escritório, repousando. Ela mal sabe, mas minha vida seria completamente, ou quase que completamente, sem sentido sem ela. E isso foi o resultado de uma grande busca onde perdi muitas coisas, inclusive meu “Status de fellow da Ashoka Empreendedores Sociais”.

 

Paciência é o que temos de ter. E tempo.

Tempo e paciência é tudo o que precisamos para converter um vaso de vinagre, entregando gota por gota, em uma vaso de água pura.

Pense nisso e não morra de amor, nem se mate por ter AIDS.

E, fique de olho, porque quem vê cara não vê AIDS e a AIDS pode se esconder em muitos lugares, inclusive no passado de quem você acredita que ama…

Cláudio Santos de Souza

Anúncios

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico

um Chamado à cooperação

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar

Ajude-nos a continuar a combater o bom combate!

Escolhidas para Você

Sobre Claudio do Soropositivo.Org (502 artigos)
Depois de assar quatro décadas tentando estabelecer pelo menos um armistício com meu pai e ver as falhas ocorrerem sistematicamente, tentativa após tentativa, eu desisti do sobrenome “de Souza”. Estava me preparando espiritualmente para isso quando uma amiga locupletou a façanha de descobrir onde está minha mãe... Sim, aquela que foi embora de casa e abandonou a mim e a meu irmão à nenhum mercê do conjunto truncado de sinapses que poderia muito bem representar meu pai. Assim, abandono os dois nomes na vida pública na rede e passarei a ser conhecido apenas pela minha condição Cláudio Soropositivo. Quem preferir, aluda-se a mim como o Cláudio do Site Sei que, para muitos, esa é uma decisão assustador. Mas foi muito mais assustador dorir no fundo do poço do elevador de um prostíbulo, enrolado num carpete cheirando a mofo, como única maneira de me abrigar do frio e Deus sabe o porquê de eu não ter sido mordido por um rato... É, sim, eu sou este da foto, que muda de vez em quando, mas sempre parece a cara de um gangster de filmes do Scorsese ou do Tarantino e, francamente, eu acho bom que seja assim. Eu mostro meu rosto, embora alguns me censurem, porque, no meu modesto ponto de vista, ser portador de HIV não é crime e, portanto, não há do que me envergonhar. Eu contraí HIV via sexual. Eu fui um DJ e, durante cinco anos fui DJ no vagão Plaza e durante uns outros dois fui DJ do Le masque. Lá, um filho da puta me pediu para fazer minhas férias e puxou meu tapete. Aí fui parar na "Segredos", uma casa gay e, de quebra, morei lá por um tempo. Rua da Amargura, onde R.A. Gomes me colocou. Mas dei a volta por cima e fu trabalhar na SKY. Depois, na Pink Santher, em Santos e, enfim, na XEQUE Mate e, terminei minha carreira, aquele que fora três vezes considerado o Melhor DJ de São Paulo, como um apagado DJ do La Concorde e do Clube de Paris, onde conheci uma das mais belas mulheres com quem convivi e a perdi. Conheci alguém novo, uma mulher "do dia", que me apresentou esta Entidade, o computador e, por muito tempo vivi de consertá-los. Sei, hoje, que ainda há muita gente que me odeia. Quer saber? Get them the hell and fuck off porque eu não dou a mínima. Simplesmente faço meu trabalho e me reporto a Deus...

4 comentários em Tempo e paciência… É tudo o que precisa ter uma pessoa que vive com HIV ou AIDS

  1. Olá pessoal,
    Gostaria de uma orientação de vocês.
    Há umas duas semanas atrás sai com uma garota de programa, transamos sem camisinha (assumo totalmente a culpa, foi um momento de loucura minha), enfim após duas semanas e meia desta relação, fiz o teste rapido de hiv, deu negativo.
    Mas também li sobre a tal janela imunologica que devemos esperar 3 meses para fazer o exame.
    Gostaria de saber se posso confiar, pelo menos momentaneamente neste resultado?
    Estou com dor de garganta, dores nas costas, dores atrás do pescoço e nauseas.
    Por favor me ajudem.

    Curtir

  2. Descobri há pouco tempo hiv e vc resumiu de uma das melhores formas q li ate agora o q eh viver com hiv, que na verdade não significa morrer, como pensa-se no início, e sim, viver, viver de outra forma.
    Infelizmente, essa forçada nova forma de vida, com preconceitos e restrições, restrições de relacionamento, principalmente, para alguns pode ser mais difícil do q a morte como é o q sinto, mas sem muita alternativa vou por enquanto vivendo.

    Curtido por 1 pessoa

    • Alex, com o tempo vc verá que as restrições também vão se desfazendo. Eu sei, de cadeirinha, que algumas coisas e pessoas que você considera importantes, hoje, daqui a algum tempo terão perdido o significado, dentro desta nova realidade. E olha, eu vivo com HIV há quase vinte anos e posso lhe afirmar que, com base no que eu vivi naquela época, inclusive porque faltava legislação para nos proteger (eu fui chamado de lixo aidético em praça pública e Deus sabe o que isso me doeu). O tratamento hoje é muito simples e, quando eu descobri, nem havia tratamento (…)… na primeira vez que me tratei tive de tomar 6 comprimidos de AZT a cada 4 horas e tinha, inclusive, de ser acordado para tomar o remédio. Hoje tudo é mais simples e embora eu reconheça que há uma “aceitação hipócrita de nós”, há muita gente boa que entende. Não sei se você é casado (se você quiser continuar o papo pode ser por aqui mesmo), se você é gay, o que não muda nada para mim e, portanto, não sei, ainda, o seu rol de perdas. Mas, adicione a este texto uma expressão que aprendio um texto do Chico Xavier que diz que um vaso de vinagre se transforma em vaso de água pura se vo9c~e deixa-lo sob modesta fonte de um pingo por vez. Sim, tempo e paciência… Não precisamos de mais do que isso.

      Eu voltei aqui para lhe sugerir a leitura de outro texto no blog, que é este que fica neste link. É meu primeiro depoimento, que foi publicado num livro chamado “histórias de Coragem”… Eu não me acho especial por isso e nem entendo porue meu texto foi escolhido. Mas sei que, na vid, por conta da Existência de deus, Tudo tem um Propósito… Isso inclui o texto, o nosso “encontro” e, tamnbém, a inefcção por HIVC. Eu vi no filme Cruzadas, que “Tudo é como deus Deseja”. tenho procurado viver sob esta métrica e o resultado me parece bom

      Curtir

Seu retorno é importante. Nós atendemos às solicitações de textos, desde que ligados ao tema central de alguma forma. Faça seu comentário, de sua opnião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: