Últimas

Relacionamento Sorodiscordante por Natasha Roxy

AIDS não tem cura. Preconceito sim. Informe-seNa minha adolescência, nos anos 90, a AIDS era a grande vilã de quem fazia sexo sem camisinha e ainda é; minhas tias e tios diziam que isso de pegar AIDS era coisa de gente promiscua que vivia em busca de sexo sem compromisso e aventuras…

Mas sabemos que não é bem assim…

Quando me olhavam e viam que eu era uma “Menino afeminado” diziam…

“Cuidado, promiscuidade mata”

“Cuidado, já vi vários iguais a você definharem na cama de um hospital”

“A AIDS está aí se cuida, usa camisinha”

Sexuality_confusion

A maioria das frases eram muito preconceituosas pois associavam o fato de eu ser aparentemente um menino com “pré-disposição a ser “homossexual” ou, no caso, transexual, que é o que sou hoje, conforme profunda analise de minha psique…

O estigma entre as pessoas era muito exacerbado… não podiam ver um gay ou uma travesti magrinha que logo cochichavam “nossa está magra…deve estar aidética.”

Hoje eu vejo o quanto aquilo era algo preconceituoso e ignorante…

Hoje em dia, no entanto,  é fato que as pessoas estão com as mentes mais abertas com relação a isso, prova disso é a relação de pessoas sorodiscordantes; conheço muitos casais que se cuidam se previnem e mantém um relacionamento comum como qualquer outro livre de preconceitos e estigmas do passado…

Podemos dizer que a conscientização em se prevenir e se cuidar entre o casal é um fator importante, mas não podemos esquecer que também o maior fator é que as pessoas estão amando muito mais!

Amando sem os tais estigmas e preconceitos, aceitando as diferenças sabendo o que é certo e errado…

Não há diferença com relação aos casais sorodiscordantes com os que são soronegativos.

Há apenas a consciência de que as pessoas são diferentes e ao mesmo tempo iguais em direitos.

Amar e se cuidar é o mais importante hoje em dia!

Claudius el guapissimoNota do editor de Soropositivo.Org: Embora eu não veja a questão do respeito às pessoas vivendo com HIV ou AIDS com o m,esmo otimismo da Roxy, meu papel fundamental com Natasha é dar-lhe voz a qualquer preço.

Estive pesquisando, porque eu também preciso aprender, um pouco sobre transexualidade e encontrei material fartíssimo na Wikipedia, que sugiro neste link, que abre, sim, nesta mesma aba do navegador.  Recomendo-o às pessoas mais abertas para que possam observar que estas “novas idéias” não são tão novas assim, e aos estúpidos que autodeclaram _homofóbicos_ (peço minhas sinceras desculpas ao Clube dos estúpidos). Peço, por gentileza, que analisem as questões abaixo e opinem com honestidade a respeito destas questões

Anúncios
Sobre Claudio Souza do Soropositivo.Org (508 artigos)
😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA
Whatsapp WhatsApp Us
%d blogueiros gostam disto: